Esporte e Saúde Pós pandemia

Além do Estádio Nilton Santos (Engenhão), o vereador pretende também, junto com o Prefeito Eduardo Paes, abrir as portas da Antiga Faculdade Gama Filho…

A vacinação está avançando e com ela é necessário começar a pensar no futuro. Dentro da Cidade do Rio de Janeiro muitos espaços deixaram de existir em razão da pandemia, e quem vive do comércio informal sabe como está difícil nesses dias atuais. O vereador Rafael Aloísio Freitas, do Cidadania, está apresentando um projeto de lei que pode mudar a vida de dois bairros no Município do Rio de Janeiro, onde ele pretende revitalizar o bairro do Engenho de Dentro e o bairro da Piedade. No primeiro bairro pretende realizar um polo gastronômico, ajudando quem vive de Food Trucks e comércio informal. Com essa proposta vai movimentar um bairro que já tem a sua joia, o Estádio Nilton Santos (Engenhão).

Segue abaixo o projeto de lei:

PROJETO DE LEI Nº 1981/2020 EMENTA: DISPÕE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO POLO GASTRONÔMICO, CULTURAL, DESPORTIVO E DE LAZER DO ESTÁDIO OLÍMPICO NILTON SANTOS, NO ENGENHO DE DENTRO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Autor(es): VEREADOR RAFAEL ALOISIO FREITAS A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

D E C R E T A: Art. 1º Fica criado o Polo Gastronômico, Cultural, Desportivo e de Lazer do Estádio Olímpico Nilton Santos, no Engenho de Dentro. Parágrafo único. Compreende-se como área objeto desta Lei o entorno do Estádio Olímpico Nilton Santos.

 Art. 2º A área objeto desta Lei fica denominada Polo Gastronômico, Cultural, Desportivo e de Lazer do Estádio Olímpico Nilton Santos, podendo os estabelecimentos das proximidades e as atividades exercidas na área utilizarem esta denominação como referência.

Art. 3º O Poder Executivo, por intermédio dos órgãos competentes, atuará no sentido de apoiar a implementação e o desenvolvimento do Polo, especialmente quanto: I – à adequação do trânsito para veículos e pedestres; II – ao aumento das vagas para estacionamento de veículos, inclusive através de intervenções urbanas, quando necessário; III – à organização, delimitação e sinalização das treze vagas de estacionamento para food trucks, com pelo menos um metro de distância entre cada uma, no trecho compreendido entre os números 179 e 229 da Rua José dos Reis; IV – à instalação de sinalização vertical com indicação do Polo; V – à organização da área de lazer; VI – à cessão gratuita dos espaços nos galpões da Praça do Trem para a prática esportiva, sendo vedadas quaisquer intervenções de caráter permanente no piso e na estrutura do local; VII – à organização do comércio ambulante na rampa de acesso ao estádio; VIII – à organização e ao funcionamento das atividades desenvolvidas por food trucks, inclusive em dias de jogos e eventos no estádio; IX – à lavratura de termo de permissão de uso de área pública aos food trucks já efetivamente autorizados, a título precário, discricionário e não indenizável, em substituição à atual outorga de alvará de eventos concedida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação ou órgão afim que a substitua; X – à inclusão no roteiro turístico oficial do Rio de Janeiro – Guia do Rio. Parágrafo único. Em atenção ao disposto no inciso VIII deste artigo, somente será permitido o funcionamento dos food trucks duas horas após o término do jogo ou do evento.

Art. 4º O Poder Executivo editará os atos necessários à regulamentação do disposto nesta Lei. Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

                                                                  Plenário Teotônio Villela, 27 de outubro de 2020.

                                                                                                        RAFAEL ALOISIO FREITAS

                                                                                                                       VEREADOR

Assim que o projeto de lei sair do papel, ele beneficiará um bairro inteiro. Em vídeo o vereador explica melhor esse projeto de lei.

Além do Estádio Nilton Santos (Engenhão), o vereador pretende também, junto com o Prefeito Eduardo Paes, abrir as portas da Antiga Faculdade Gama Filho que entrou em falência deixando um bairro inteiro, da Piedade, órfão. Esses dois bairros vizinhos tinham a Gama Filho como símbolo de referência, mas bastou fechar as portas para que o comércio em seu entorno fechasse, e com ele muitas famílias perdessem quase tudo que construíram. Se tudo sair do papel, teremos dois bairros vizinhos a todo vapor para sua reconstrução.

Vídeo do vereador e prefeito falando da ação para o bairro da Piedade.

 Se essas novidades saírem do papel irão transformar dois bairros carentes da zona norte Carioca, e dessa forma o futuro pós pandemia começará a ser desenhado. A coluna Esporte e Lazer acompanhará essas duas iniciativas até que saiam do papel e virem prática, torcendo para que tudo dê certo.     

Sobre Josué Júnior (544 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: