Bolsonaro em férias

Esse momento difícil, em que o Brasil vive, terá o fim no fim de 2022! E que os anjos digam amém!

Enquanto a Bahia padecia com as fortes chuvas de verão, que alagavam várias cidades do interior, Bolsonaro curtia férias com sua moto aquática. Desde a chegada à Santa Catarina, seu olhar para o Brasil foi nulo e ele, mais uma vez, não demostrou a menor compaixão para com, o povo brasileiro e isso é uma atitude recorrente na sua postura. Quando a pandemia ceifava brasileiros, ele declarava: “Não sou coveiro”. Durante estas férias, declarou que não gostaria de interromper seu descanso para ficar à frente de uma tragédia. Além dessa alegação infeliz, o presidente ainda verbalizou que negaria o auxílio que a Argentina enviaria, para as vítimas das chuvas. Graças ao governador Rui Costa, a ajuda dos nossos “Hermanos” argentinos foi aceita. Já o Senador Jaques Wagner declarou para o Bnews que o repasse de 200 milhões, realizado pelo Governo Federal, para reparar os estragos causados pelas chuvas no sudeste da Bahia é “insuficiente” para atender os milhares de desabrigados. Jaques Wagner ressaltou que é “muita mesquinharia, se em um momento tão sensível, o presidente estivesse pensando em política eleitoral”. Nessa declaração ele faz uma boa análise do que realmente está acontecendo.

É visível a falta de empatia do Presidente Bolsonaro com os últimos acontecimentos, a ponto de existir conversas paralelas palacianas, em relação a sua postura. É visível o constrangimento de algumas equipes dos ministérios, que estão atuando na linha de frente dessa tragédia. Para alguns cientistas políticos, o problema está no partido que governa o estado da Bahia. Na cabeça do presidente, qualquer aceno para o inimigo significa doar munição e assim nasce a polarização. É preciso alertar o presidente que vivemos em um território único, uma só nação a qual ele preside. Gostando ou não, somos brasileiros e ele foi eleito para nos representar de forma isenta. Essa segregação que ele tenta engendrar, só existe em sua cabeça doentia. O povo brasileiro mostrou que não compra essas ideias transcoladas. Hoje, já chegamos a mais de 60 por cento da população vacina contra o Covid, mas o presidente não integra esse percentual. É uma temeridade andar pelo Brasil sem estar imunizado, esse exemplo negativo não tem nome, sua atitude pode levar à morte quem estiver por perto, incluindo a própria família.    

O ano de 2022 é o ano de eleições. E o partido do presidente, o PL, já começa a realizar pesquisas para entender como está a real situação de Jair Messias Bolsonaro, em relação ao pleito. Essa movimentação não é habitual para quem está com a máquina em suas mãos, essa movimentação é um sinal de que alguma luz foi acesa dentro do próprio partido. Eles já têm consciência de que a imagem do presidente está arranhada, graças à sua conduta negacionista, com relação a pandemia e a vacinação. Baseado nessas pesquisas, o PL pode ceder lugar a um candidato que tenha maiores chances de vitória. Estamos falando do Centrão, um lugar obscuro que não joga para perder, muito menos quando o assunto é eleição presidencial. Para muitos, as férias de Bolsonaro no litoral de Santa Catarina é a cereja do bolo que nunca existiu, ou o último baile do Império, na Ilha Fiscal. Acredito que escrevendo assim, estaria eu ofendendo D. Pedro II, afinal ele era um homem muito inteligente, que amava e brigava pelo povo brasileiro. Ele tinha ambição de ver nosso território prosperar nas áreas da cultura, educação e ciência. Esses eram os pilares de sua condução no Brasil. Retornando ao século atual e à nossa realidade, o que sobra de alento é que Bolsonaro, a partir de agora, está só esquentado a cadeira presidencial para o próximo presidente. Esse momento difícil, em que o Brasil vive, terá o fim no fim de 2022! E que os anjos digam amém!              

Sobre Josué Júnior (590 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: