Bolsonaro com a cara toda queimada

Que notícia!  Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação do governo Bolsonaro, é preso por corrupção! Bolsonaro ao assumir a Presidência com o super ministro da Justiça Sergio Moro, destacava que em seu governo não existia corrupção. Essa era a senha para seus apoiadores repetirem como um mantra nas redes sociais, e a tônica era de que “Acabou a corrupção com o início do governo Bolsonaro!”. Esse era o maior motivo de Bolsonaro ser chamado de “mito”. Seguidores de Bolsonaro sempre que podiam publicavam um vídeo do traficante Fernadinho Beiramar em interrogatório, dizendo que Bolsonaro é um homem que não tem rabo preso com ninguém.

Infelizmente, esse vídeo validou por muito tempo a imagem ilibada de Bolsonaro, imagem essa que começou a derreter com a CPI da Covid, e com ela muitos esquemas foram revelados, mas nenhum conseguiu atingir Bolsonaro. A imagem seguia com pequenos arranhões mas intacta, porém, como tudo tem a sua hora, passou algum tempo e veio, talvez, o maior esquema de desvio de dinheiro público já visto no governo Bolsonaro com Milton Ribeiro. Assim que começaram as denúncias de desvios de dinheiro no Ministério da Educação, Bolsonaro foi até o canal do Youtube para realizar a maior pérola que um governante já tenha feito.

Segue o vídeo da CNN – Brasil

Posso dizer que “Bolsonaro está com a cara toda queimada”, e que para muitos ainda é cedo para crucificar ou chamar Milton Ribeiro de Judas, mas mesmo assim o juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal de Brasília, não quis saber e deferiu o mandato de prisão preventiva. Milton Ribeiro teve o inquérito aberto após o jornal O Estado de São Paulo revelar, em março, a existência de um “gabinete paralelo” dentro do MEC, controlado por dois pastores. Pouco tempo depois, o jornal Folha de São Paulo divulgou um áudio de uma reunião em que Ribeiro afirmou que a pedido de Bolsonaro, repassava verbas para municípios indicados pelo pastor Gilmar Silva. Os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura são os citados nos áudios. Segundo o jornal Folha de São Paulo, os dois religiosos estavam negociando com prefeituras a liberação de recursos federais para obras em creches, escolas e compra de equipamentos de tecnologia. Na conversa vazada, o ministro de Bolsonaro indica que, com a liberação de recursos, pode haver uma contrapartida. Áudio conseguido pela Folha de São Paulo e divulgado pela 360 Poder:

Infelizmente as notícias são estas, e estamos às portas de uma eleição presidencial, e esse caso só faz elevar a temperatura dos debates que existirão.  Esse governo é um governo ruim com muitos problemas, somando agora temos também a corrupção.

                               Esperando dias melhores!  

Sobre Josué Júnior (658 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: