Disque 100

O “Disque 100” é um dos melhores canais existentes para ajudar o próximo.

Não se sabe porque o “Disque 100” ainda não conseguiu se consagrar como um veículo de combate a crimes como abusos e exploração de crianças e adolescentes. O “Disque 100” foi criado em 1997 com o objetivo de ser um canal de monitoramento de denúncias de violação dos direitos humanos. Desde então, somam-se 25 anos de serviços à sociedade. Entra governo, sai governo e o “Disque 100” não consegue ganhar a musculatura devida. Na primeira etapa da sua implementação em 1997, o programa não fazia parte do governo. Era assim mantido por entidades não governamentais que relatavam os problemas aos conselhos tutelares, mas como o número de denúncias era robusto, a saída encontrada foi criar um canal mais rápido que atingisse todo o território brasileiro. Já na segunda etapa, em 2003, o programa entra na pasta da Secretaria Especial de Diretos Humanos, ganhando assim um pouco mais de visibilidade e possibilitando que a vítima consiga um atendimento mais imediato. O tempo passa e em 2010, o leque de proteção se amplia, passando a contemplar também demandas de minorias que se sentiam desprotegidas, gerando a necessidade de um canal de comunicação e resolução de conflitos mais eficiente. 

Resumindo: Além da exploração e do abuso infantil e adolescente, o canal “Disque 100” ganha a missão de proteger grupos LGBTQIA+ que também sofrem com a mesma violência, omissões e descaso que as crianças e os adolescentes sofrem.

Procurada pela Likezine, a Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto proferiu as seguintes palavras:

“Os nossos canais de denúncia estão ganhando notoriedade até nos locais mais distantes dos centros urbanos. E, quanto mais informações recebemos, mais conseguimos agir de forma efetiva para proteger as pessoas contra todos os tipos de violações.”

Em tempos tão difíceis é necessário informar e divulgar canais como este que tem o objetivo de proteger aqueles em situação de risco.

Aqui no Rio de Janeiro, temos a Guarda Municipal com a sua ronda Escolar, que através de ações preventivas garantem a segurança de crianças e adolescentes. O Comandante Marcos Bazém, do grupamento da Ronda Escolar da Guarda Municipal do Rio de Janeiro, alerta sobre a importância do “Disque 100”.

Comandante Marcos Bazém: vídeo

Validando as alegações apresentadas pelo Comandante Martin Bazem, segue a recomendação de Gabriel Viola, membro do Conselho Tutelar do Rio de Janeiro, sobre a utilização do “Disque 100”.

Gabriel Viola: Vídeo

O “Disque 100” é um dos melhores canais existentes para ajudar o próximo. Quem se cala ao ver uma criança, adolescente ou qualquer pessoa desfavorecida sofrer uma agressão ou uma violência, está ajudando o aumento desses crimes. Além de incentivar novas agressões, pela certeza da impunidade. Não devemos nos omitir perante uma violência que marca para sempre a vida de um indivíduo. A vítima que sofre a agressão tem suas vidas anuladas para sempre.

Fica aqui a dica para todos que possam ajudar as crianças, adolescentes ou qualquer minoria desprotegida.

Por favor, Disque 100!   

Sobre Josué Júnior (682 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: