Podemos ser o que quisermos ser!

Sempre tive a sensação de que a vida moderna, para o bem ou para mal, é uma grande linha de produção. Ainda pequenos entramos na escola, no início da vida adulta vamos para a faculdade, na vida adulta, ao mercado de trabalho numa grande cadeia produtiva na qual vamos ganhando “novas peças e adereços”. Se não ficarmos atentos, passamos a “operar” no modo automático e aí, meus amigos, quando nos dermos conta, seremos mais um em meio à multidão padronizada e robótica que nos cerca.

Assumir a própria identidade nem sempre é um processo fácil, mas é necessário. É dessa forma que conseguimos imprimir nosso ritmo e deixar nossa marca! Pequenos gestos, como, por exemplo, dizer “não” para aquilo que não se tem vontade de fazer (fale abertamente, quantas vezes você não aderiu aos desejos alheios só para ser aquele “cara legal”?), vestir aquela roupa estilosa ou calçar o sapato vermelho? “O que vão pensar de mim”, é a frase que vem à cabeça da maioria dos mortais! Sermos nós mesmos exige coragem e personalidade, mas depois que adotamos nosso estilo próprio, tornamo-nos mais livres e passamos a voar alto!

Quantas vezes não pensamos em comprar o relógio bacaninha, a pulseira de couro que ia dar um toque para lá de especial no visual, a camisa perfeita para a balada do final de semana, o boné cheio de marra que dá todo um estilo num passeio ao ar livre e até mesmo aquela cera para dar um trato no cabelo? O importante é assumirmos o que somos e criar a nossa própria versão masculina!

Afinal, podemos ser o que quisermos ser!

 

Anúncios
Sobre Antonio Munró Filho (15 artigos)
Formado em Jornalismo e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Grande do Sul (PUCRS), tem larga experiência na área de comunicação. Entre 2001 e 2012 trabalhou na Zero Hora e O Sul, dois dos principais jornais do Rio Grande do Sul. Em 2012, deixou Porto Alegre para viver novos desafios no Rio de Janeiro, ao assumir a assessoria de comunicação de uma seguradora de atuação nacional. Cativado pelo universo corporativo, especializa-se na área de Marketing Digital pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Apaixonado por Literatura, mantém o blog cultural Alegria de Ser o que É (www.alegriadeseroquee.wordpress.com.br), no qual escreve sobre livros, filmes e música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: