“Donnie Brasco”: ação do início ao fim!

Estrelado por Johnny Depp e Al Pacino, filme é baseado em fatos reais!

A história do agente especial do FBI Joseph Pistone, o primeiro policial americano a se infiltrar na Máfia, foi contada no eletrizante filme “Donnie Brasco”, de 1997. Vivido por Johnny Depp, Pistone se passou por um joalheiro de caráter duvidoso para conquistar a atenção dos mafiosos de Nova York. Quem mordeu a isca foi Benjamin “Lefty” Ruggiero, interpretado por ninguém mais, ninguém menos do que Al Pacino.

O filme, repleto de tiros e cenas tensas, também humaniza um pouco as dificuldades de cada lado da luta entre o “bem e o mal”, se é que podemos usar essas classificações. Para se dedicar às investigação sob a pele de Donnie Brasco, o policial Pistone tem que praticamente abdicar de sua vida familiar, deixando no “esquecimento” de longos meses a esposa e as três filhas. Isso, obviamente, afeta profundamente sua relação em casa, que, a cada período de ausência, o transforma praticamente em um estranho. No outro lado, Lefty Ruggiero dedicou mais de 20 anos de sua vida à Máfia e se vê preterido das grandes decisões, sendo engolido por outras lideranças mais jovens, o que reforça a sua insatisfação com a própria situação. Para completar o drama pessoal, Lefty tem um filho viciado em cocaína e enfrenta problemas sexuais.

Como unha e carne, Lefty e Donnie, cada um vivendo o seu drama particular, vão desenvolvendo uma amizade, que, até certo aspecto, faz parte do disfarce do agente especial do FBI. Porém, é inegável perceber que, durante a trama, os dois se reconhecem em suas próprias insatisfações e problemas. Tudo isso amplia o poder da trama repleta de crimes e tiros enquanto todos esses embates acontecem.

Para saber como a missão e as histórias dos dois protagonistas terminam, só vendo o filme “Donnie Brasco”, que é uma boa dica para os fãs de filmes policiais e/ou de ação.

Anúncios
Sobre Antonio Munró Filho (15 artigos)
Formado em Jornalismo e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Grande do Sul (PUCRS), tem larga experiência na área de comunicação. Entre 2001 e 2012 trabalhou na Zero Hora e O Sul, dois dos principais jornais do Rio Grande do Sul. Em 2012, deixou Porto Alegre para viver novos desafios no Rio de Janeiro, ao assumir a assessoria de comunicação de uma seguradora de atuação nacional. Cativado pelo universo corporativo, especializa-se na área de Marketing Digital pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Apaixonado por Literatura, mantém o blog cultural Alegria de Ser o que É (www.alegriadeseroquee.wordpress.com.br), no qual escreve sobre livros, filmes e música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: