Televisão: do surgimento à convivência com a internet

Foto : Divulgação/ LG UHD TV 4K

Televisão: do surgimento à convivência com a internet

A primeira imagem que me vem à cabeça quando alguém fala em TV é a dos Simpsons, com seus integrantes sentados no sofá da sala com seus olhares hipnotizados em frente ao aparelho da família. O desenho-série é uma personificação de excelentes e bem humoradas críticas às emissoras responsáveis pela programação de tudo o que assistimos, incluindo a FOX, onde passa há mais de vinte anos.

Surgido no fim dos anos 1920, os primeiros aparelhos de TV eram uma grande caixa de madeira, contendo um disco perfurado, respondendo ao sinal de uma estação de rádio na qual as imagens eram capturadas. Com o tempo eles foram se modernizando, aumentando de tamanho e de formato até chegarem às tecnologias de LCD, LED, 3D e 4K, revolucionando também o mundo inteiro de todas as formas, transmitindo e influenciando acontecimentos históricos, informando e entretendo.

A partir daquelas caixas de madeira, grandes conglomerados apareceram. Além dos fabricantes dos aparelhos de TV, as emissoras que produzem o conteúdo se tornaram algo tão grande que superaram todas as barreiras que o conceito de influência poderia supor. Nossas vidas passaram a ser programadas quase que exclusivamente pelos canais que escolhíamos para assistir, com a ilusão de que essa escolha era muito bem pensada, quando na verdade se tornara algo automático e robotizado.

10 - Mia Melo e LG 1

Foto : Divulgação/ LG UHD TV 4K

Foi assim até o surgimento e popularização da internet e dos serviços de streaming, quando as emissoras descobriram tardiamente que não estavam conseguindo lidar com uma revolução tecnológica, que pela primeira vez as ameaçava. Daí aparecia o termo “segunda tela”, referindo-se aos dispositivos eletrônicos adicionais que passavam a ser usados enquanto as pessoas assistiam TV. Essa nova forma de consumir o conteúdo televisivo tornara-se um desafio para as emissoras, que passaram a ter os inúmeros atrativos da rede como concorrentes às suas até então imbatíveis grades de programação.

O outrora caminho praticamente de mão única transformou-se numa via de mão dupla: tornamo-nos mais exigentes e passamos a prestar menos atenção na programação, ao mesmo tempo em que compartilhamos e criticamos abertamente o que assistimos ou deixamos de assistir. A realidade mudou, e de primeira tela a TV passou para a segunda, principalmente pelas gerações Y e Z, complicando para quem produz conteúdo digerir tamanha transformação no até então quase inerte público alvo.

Para os fabricantes de TVs, talvez os maiores desafio sejam não ficar para trás na corrida tecnológica e tornar esse novo mundo acessível para a maior quantidade possível de pessoas, unindo o tradicional aparelho às maravilhas da internet. As Smarts se popularizaram e transformaram um aparelho de TV que também serve como computador num sonho de consumo.

A tecnologia é fantástica e não para de evoluir, com novidades surgindo a todo o momento nos deixando ávidos por mais. E com todas essas mudanças, uma coisa é certa: assistir televisão como a família Simpson vai ficar cada vez mais difícil.

Sobre Victor Hugo (18 artigos)
Victor Hugo Ximenes Descrição: Jornalista formado pela Universidade Candido Mendes, atua na área de produção de conteúdo e assessoria de comunicação para políticos e instituições. Atualmente cursa pós graduação em marketing digital na FGV. Apaixonado por música, aviação e fotografia, adora registrar rostos, paisagens e esporadicamente trabalha em eventos. Apesar do apreço pela tecnologia também é um crítico de como ela influencia no comportamento humano e se torna um vício que afasta as pessoas umas das outras e de si mesmas.

1 comentário em Televisão: do surgimento à convivência com a internet

  1. Percebo que todas as transformações deram certo charme à nova função da TV. Se antes havia uma obrigatória aproximação das pessoas para assistir seus programas juntos, hoje a aproximação é buscada, contra as tendências, para realização do “ficar junto”. Assistimos jogo do lado dos nossos amigos, um filme ao lado dos nossos namorados etc. Observo com uma certa ironia do destino que agora que ela deixou de controlar e influenciar os outros de forma feroz ela passou a ter os outros de forma carinhosa. Talvez a TV esteja nos ensinando uma lição de liberdade nos relacionamentos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: