#EU❤️RIO

Foto : Anna Gabriela Malta

 

 

 

Tiroteio. Massacre. Estupro coletivo. Bala perdida. Desemprego. Milhões e milhões escondidos em contas na Suíça. Doentes terminais nos corredores de hospitais. Escolas fechadas por ordem do tráfico. Caos. Rio 2017. Purgatório da beleza e do caos…

 

O Rio está experimentando novamente tudo isso. Já passamos por isso nos anos 90 e aparentemente esquecemos quando deixamos o Beltrame pedindo, sozinho, para o Estado subir os morros atrás da polícia nas UPPs. A policia dominou, deixa assim – tá bom. Esquecemos que polícia não é política de governo. É força, militar e civil, para garantir nossa segurança. Nossa, da sociedade como um todo – asfalto e morro. Política de Estado é saneamento básico, educação de qualidade, moradia e oportunidade de emprego.  É outra coisa…

 

Mas já estamos cansados de caos. De sangue nos jornais. De choque com a dura realidade a cada manhã que saímos a rua para trabalhar. Muitos desistiram do Brasil e já embarcaram com malas e cuia para Lisboa ou outras paradas além mar… Aos que ficam, nos resta resistir. Darmos as mãos e partirmos para o confronto. Não falo aqui de confronto físico (o que as vezes se faz necessário quando somos abordados violentamente no meio da rua). Falo da resistência de crenças. Muito mais profunda. Do domínio do espaço público. Da cobrança junto a vereadores e deputados estaduais que façam o trabalho que lhes cabe e pelo qual recebem um senhor salário. Eles não fazem nenhum favor em nos atender – e bem atender. Essa é obrigação do cargo que lutaram arduamente para conquistar. Se eles não estão prestando bem o serviço, devemos cobrar e perturbar. Essa é a parte que nos cabe em uma democracia. Mas para isso é preciso resistir. Resistir ao cansaço. Resistir ao desânimo, ao deixa para lá. Não. Não deixo para lá. É meu direito e minha obrigação.

Entendo… estamos todos cansados e lutando para manter o nosso dia-a-dia como se tudo estivesse bem. Sou a primeira a comprar 100% a visão Poliana do mundo (por sinal, acho que o livro deveria ser readotado nas escolas – faz bem a humanidade ver o lado bom do mundo!), mas não podemos esquecer o lado Joana D’Arc – resistência! Avante! Juntos podemos mais. Muito mais!

Nosso Rio merece mais carinho e amor dos próprios cariocas. #EU❤️RIO. Carinho e amor não são palavras soltas ao vento. São ações concretas. É ocupar as ruas, para que habitadas elas ofereçam mais segurança. É ser ativo em algum projeto que ajude a cidade. São tantos os projetos bons, que fazem a diferença na vida de tantas pessoas e consequentemente na cidade, por que não participar com nossa expertise e recursos em um desses, ao invés de ficar sentado em uma mesa de bar reclamando do governo. Sou intrinsecamente desconfiada de governos – sejam eles de esquerda ou direita. Sempre acreditei no poder soberano do indivíduo como catalizador de mudanças. Precisamos de políticos bons. Mas cada um no seu quadrado. Políticos, por melhor que sejam, não substituem cidadãos presentes e atuantes. Hoje tenho o prazer de contar que vivo essa realidade no meu dia a dia.  Sou voluntária no Parque do Martelo, uma iniciativa da comunidade de uma parte do Humaitá para cuidar de um parque aberto ao público com atividades educacionais ligadas a ecologia e artes. Um grupo de pessoas que acreditam que a cidade precisa de mais verde e, juntas, mantém financeiramente o parque aberto sete dias por semana para todos que estejam precisando de um pouco de ar puro e ouvir o canto dos passarinhos. Além desse projeto, trabalho para uma escola beneficente que atende 200 crianças de 3 a 11 anos em horário integral – todas de comunidades da zona sul do Rio, que vive exclusivamente de doações privadas. Ou seja: todo o nosso trabalho é financiado por algumas poucas empresas e muitas pessoas físicas que acreditam no poder da educação de qualidade como fator de transformação e desenvolvimento. Além das doações financeiras, contamos com uma rede de mais de 100 voluntários que trabalham mensalmente para oferecer todas as oportunidades para essas duzentas crianças – atendimento psicológico, psicopedagógico, aulas de línguas estrangeiras, artes, aulas de reforço e muito mais. A Escola Dom Cipriano Chagas, em Botafogo, é uma prova viva que é sim possível mudar o Rio de Janeiro. Mudar o Brasil através de educação. E não precisa de grandes recursos. Precisa de eficiência, dedicação e avaliação de resultados. Já formamos médico, engenheiros, advogados, professores, contadores, assistentes sociais…. Vidas transformadas ao longo de mais de 70 anos dedicados à educação. É fácil? Não. Mas por exemplo, hoje, fechei parceria com uma dentista voluntária para reativar o consultório odontológico para prestar serviço às 200 famílias. O arquiteto e o mestre de obras são voluntários que acreditam no projeto e através das suas redes pessoais vão pedir doações de material de construção, equipamentos e o que mais precisarmos. Uma grande rede do bem, onde cada um dá um pouquinho de si. Ao final do dia, saio de lá reabastecida com a energia de centenas de pessoas engajadas em transformar vidas. Pessoas que fazem a diferença. Cada uma na sua área de expertise, com a sua capacidade de doação de tempo e/ou recursos. Juntos podemos mais. Muito mais.

Deixo aqui um convite: participe de uma rede do bem! Procure. Contribua com seu dom, seu conhecimento, sua rede de relacionamento. Existem vários projetos do bem que, como nós na Escola Dom Cipriano Chagas, precisamos de braços e recursos para fazer o que fazemos de melhor – realizar sonhos! Muitos sonhos: sonho de ser veterinário, ser jogador de futebol, ser lutadora de MMA, ser engenheira, ser bailarina… Conheça um pouquinho desses sonhos no nosso vimeo (https://vimeo.com/domnaeducacao)

 

Informações:

 

Escola Dom Cipriano Chagas – www.escoladom.org.br

Parque do Martelo – http://www.facebook.com/parquedomartelo

Sobre Anna Gabriela Malta (17 artigos)
Anna Gabriela Malta é fotógrafa documentarista e gestora da instituição sem fins lucrativos Sociedade Providência, dedicada a educação de crianças de baixa renda na Zona Sul do RJ. Acredita no trabalho de formiguinha para transformar o mundo através da educação e do envolvimento de cada um na sociedade. agmalta@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: