Cortes de verbas nas entidades de ensino Federais

Students protest against the cut in education funding in São Paulo, Brazil, on May 18, 2016. Earlier this year, the federal government still ruled by President Dilma Rousseff decreed a cut of R $ 7 billion in education, with a reduction of 30% of funds from the federal universities. (Photo by Cris Faga/NurPhoto)

 

O Ministério da Educação anuncia o corte de verbas em R$ 5,8 bilhões nas instituições de ensino federais. A princípio era para ser em três universidades: Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade de Brasília (UnB), mas estendeu para todos as outras universidades federais, e agora para todas as entidades de ensino federais, seja ela ensino médio, ensino técnico ou pós graduação, exemplo a CEFET. O único problema é que tudo começou com o Ministro da Educação avisando que iria realizar o corte de verba pelo simples motivo de que as instituições UFBA, UFF e Unb, promoviam a “balbúrdia”.  Simples assim!  Agora o MEC anuncia que o bloqueio é preventivo, e que caso a reforma da previdência seja aprovada esse bloqueio pode acabar. Que lição podemos ter com essa situação? Confesso que estou até agora sem entender como um governo corta verba da educação prejudicando o futuro de jovens e profissionais da educação. Povo sem educação é povo cativo. Será que é isso que nosso novo governo está projetando para essa nação?

8abr2019---predio-do-ministerio-da-educacao-mec-1555968090595_v2_900x506

 

Espero que não! Os jovens estudantes são irreverentes, tem pensamentos diferentes dos pais e precisam de um ambiente favorável para se expressar. Mas sempre foi assim em todos os locais de ensino, e não será agora nesse novo governo que será diferente. É preciso conviver com a diversidade em todos os níveis da sociedade, e isso o novo governo precisa entender e compreender. Deixar de repassar verbas para as entidades federais de ensino é dar um tiro no pé, pois a verba que é destinada a esses locais, serve para pagar contas de terceirizados como seguranças, conta de água e luz, entre outros. Haverá corte também nas verbas para pesquisa de pós graduação, mestrado e doutorado. Contrariando tudo que foi prometido em campanha, parece que não tem meio termo desse governo, e se tudo continuar assim, o futuro será incerto para os jovens que desejam estudar, pois não haverá dinheiro para as pesquisas, e não haverá dinheiro para manter as universidades. E quando isso acontecer o destino será fechar as portas dos estabelecimentos de ensino. Espero, realmente espero, que não chegue nesse ponto. Deixo aqui minha preocupação com o futuro, acreditando que tudo será resolvido de uma forma equilibrada e serena. E que a Educação seja olhada de forma mais ampla, com foco no crescimento de nossa nação.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre Josué Júnior (243 artigos)
Josué Júnior, carioca, fotógrafo profissional pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Há mais de dez anos no mercado fotográfico com ênfase em moda e publicidade. Atualmente fotografa para o site Versão Masculina, especializado em comércio de produtos masculinos. Em sua empresa Arte foto Designer, desenvolve seu trabalho autoral, que pode ser apreciado na sua pagina : www.facebook.com/fotosjosuejunior?ref=bookmarks ,ou em seu Instagran .https://www.instagram.com/josuelbjr/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: