Prefeituras 2020 – RJ e SP

Estamos nos aproximando do 2º turno das eleições para as prefeituras. E o que temos para as eleições 2020 nos municípios do Rio de Janeiro e São Paulo é um abismo sem precedentes.

Estamos nos aproximando do 2º turno das eleições para as prefeituras. E o que temos para as eleições 2020 nos municípios do Rio de Janeiro e São Paulo é um abismo sem precedentes. Enquanto aqui no Rio não se discute programas de governo ou soluções para o município, lá em São Paulo os debates esclarecem os eleitores e até causam dúvidas em alguns. O motivo é muito claro, Bruno Covas do PSDB e Guilherme Boulos do PSOL visam apresentar seus programas e defender suas ideias de forma civilizada, ao ponto de Bruno Covas elogiar Guilherme Boulos pela conquista do eleitorado jovem de classe média alta e estudantes universitários, em sua maioria das universidades públicas. Já Bruno Covas tem a atenção dos jovens de classe média, porém mais focados no mercado de trabalho, por serem muitas vezes arrimo de suas famílias, assim como a classe empresarial que gera oportunidades a um grande número de pessoas. Em entrevista à Rádio CBN, Guilherme Boulos, candidato do PSOL, afirmou que com o tempo de propaganda eleitoral maior no segundo turno, os jovens de renda mais baixa se interessaram mais em assisti-lo, justificativa para seu sucesso com o grupo.

Já Bruno Covas lidera as pesquisas de intenção de voto com uma vantagem pequena, mas tudo indica que será reeleito no domingo. Alguns paulistanos não querem correr o risco em trocar uma boa administração que Bruno Covas vem fazendo à frente da Prefeitura de São Paulo, por um candidato sem currículo de administração pública, mesmo tendo Erondina como vice em sua chapa, ex-prefeita bem sucedida em sua administração. Pelo visto Sampa vai confirmar Covas mantendo assim uma administração elogiada por muitos e com pouca reprovação. O Ibope fez essa previsão para São Paulo e caso seja confirmada no domingo, Bruno Covas será eleito.

Enquanto isso, na Cidade que um dia foi Maravilhosa, temos a briga do “mentiroso” Crivella e o ex-prefeito Eduardo Paes. “Mentiroso” Crivella segue numa campanha recheada de Fake news para atingir seu oponente e é com esta campanha suja que fica inviável um debate civilizado, que busque esclarecer e elucidar o eleitor carioca. Paes será provavelmente eleito no segundo turno por seu mérito no passado, de bom gestor, que deixou a cidade com boas obras e pronta para seguir em frente, além de dar ênfase a parte turística. Pena que no meio do caminho, de quatro longos anos, veio Crivella, que não olhou para o município como deveria, deixando a cidade em um verdadeiro abandono. O caos em que o município se transformou chega a doer na alma do carioca, sem políticas públicas para abrigar sem tetos e dependentes químicos que se agrupam nas ruas. A visão que toda cidade tem é de medo, pois em cada bairro o carioca tem que enfrentar essa dura realidade de mãos atadas, sem contar com a sujeira e desordem pública em que estamos. Quando chove, aí o bicho pega, com bueiros entupidos que alagam toda a cidade. A falta de manutenção é visível, está a olhos nus. Se não bastasse, este funcionário público sucateou as secretarias, seus órgãos e institutos nas mãos de vários partidos para impedir seu impeachemant. Espero que o carioca possa em 2021 ter uma cidade mais organizada, com um prefeito que entenda a cidade e que tenha amor por ela. Na pesquisa Ibope Paes lidera com folga seu opositor.

Domingo à noite a Cidade do Rio de Janeiro terá Paes de volta à prefeitura, terminando assim quatro anos de terror e suplício do carioca.                         

Sobre Josué Júnior (544 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

2 comentários em Prefeituras 2020 – RJ e SP

  1. José Candido // 30/11/2020 às 12:19 am // Responder

    Como diz o velho ditado:”dos males, o menor”.

  2. Silvia Regina Lopes de Moura // 01/12/2020 às 12:56 am // Responder

    Muito boa sua reflexão sobre Rio de Janeiro e São Paulo. Graças a Deus Paes ganhou. Crivella não tem o mínimo de interesse no Rio de Janeiro. Espero que volte para a Africa e fique por lá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: