Donald Trump e seu exército da extrema direita.

Dia 06/01/21 será marcado pelo maior vexame que um presidente americano já deu diante do mundo. Donald Trump, em uma tentativa alucinada,

       

Dia 06/01/21 será marcado pelo maior vexame que um presidente americano já deu diante do mundo. Donald Trump, em uma tentativa alucinada, realiza um discurso para seus apoiadores mais ferrenhos e pede para que eles marchem em direção ao Capitólio, local onde acontecia a confirmação da eleição de Joe Biden para presidente dos Estados Unidos. Com essa ação transloucada, Trump coloca seus eleitores no olho do furacão, com direito a mortes, prisões, abuso de autoridade para conter os manifestantes, deixando um Capitólio em pânico e os cidadãos americanos envergonhados pelo que estava acontecendo. Mais tarde Trump declara, nas redes sociais, que Mike Pence não tivera coragem de fazer o que deveria ser feito, como vice-presidente, referindo-se a um golpe de estado e a tomada definitiva, dos Estados Unidos para si. Mike Pence esclarece, numa carta para a mídia, que não recebera tal pedido de Trump.

Enfim, tudo ficou feio e esquisito para o “comandante” Donald Trump e mais esquisito ainda ficou para um certo “capitão brasileiro” que através de uma ligação, parabenizou o ato. Além de todas as confusões, Bolsonaro começa a ensaiar o mesmo discurso de perdedor em relação à corrida presidencial no Brasil. Mas, aqui no pé do ouvido, ele não vai dar nem para o cheiro, vai perder bonito e voltar para o seu pântano de origem. É Bolsonaro! Sua hora vai chegar em 2022 e será bem diferente de 2018.

Trump conseguiu fatos inéditos e um deles é ficar sem suas mídias sociais de apoio. Mark Zuzuckerberg, fundador do Facebook, bloqueou sua conta e outros aplicativos tomaram a mesma decisão. Para piorar, todos da classe política estão apoiando sua retirada imediata da Casa Branca. Democratas e Republicanos estão unidos para remover aquele que se diz ser – o único a querer ver a América gigante. Trump é uma falácia e quem ainda acredita nele?

Radicais extremistas de direita são classificados como “Tribalistas Masculinos” segundo a antropóloga brasileira e professora da Universidade de Bath, no Reino Unido, Rosana Pinheiro-Machado. Em suas pesquisas sobre a masculinidade dedicou parte de suas leituras ao chamado “tribalismo masculino” ou “masculinismo”. Ela explica um pouco sobre tal comportamento:

“O princípio dos grupos tribalistas masculinos ou masculinistas é primeiro o ódio às mulheres. A ideia de que as mulheres são objetos para reprodução humana simplesmente. Muitos dos grupos masculinistas norte-americanos defendem que as mulheres têm que ser caçadas, literalmente, e que nós só servimos para reprodução, diferente de machismo é uma repulsa à mulher. É outro nível de machismo.”

É esse tipo de ser que Donald Trump tem apoio. Abaixo segue a foto que viralizou no mundo todo.

O influencer digital de extrema direita identificado como “Q Shaman”, Jake Angeli, de 32 anos, vive no Arizona e sempre veste referências a povos tradicionais indígenas dos EUA ou a vikings.

Que essa moda não pegue aqui no Brasil. Trump, depois de perder prestígio no cenário político, vem ganhando força para sua renúncia nessa sexta-feira, dia 8/01/21, e avisa que não irá passar a faixa presidencial para Joe Biden. Com isso gera mais constrangimento para a América e fica cada vez mais isolado no campo político. Em um vídeo, depois da invasão ao Capitólio, Trump afirmou que iria realizar uma passagem de transição suave e tranquila, porém, não demorou muito para voltar atrás, depois que quase todo seu secretariado pediu demissão dos cargos de confiança que ocupavam. O único que ainda está ao seu lado, assim com o filme “Sempre ao seu lado”, história de um cachorro e seu dono, estrelado por Richard Gere, é Bolsonaro que ainda não ligou para Joe Biden, parabenizando-o pela vitória nas eleições presidenciais. Vamos seguir com o pensamento firme de que falta pouco para começar 2022 e que a democracia vai vencer, e assim, seguiremos em frente sem o fantasma de grupos radicais extremistas, tanto da direita quanto da esquerda, e que tenhamos equilíbrio sem polarização nas próximas eleições.       

Sobre Josué Júnior (500 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Designer, é proprietário do site de conteúdo Linkezine , @linkezine . Dentro do site abaixo é possivel ver um pouco da atuação da Arte Foto Designer no mercado : https://www.omnistore.net.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: