Joe Biden, consertando os USA

Trump terminou seu mandato (19/01/2021) sem deixar saudades e deu seu adeus com um último showmício para os seus apoiadores…

Trump terminou seu mandato (19/01/2021) sem deixar saudades e deu seu adeus com um último showmício para os seus apoiadores. Em sua despedida, prometeu retornar em uma nova campanha eleitoral para presidente. Essa é uma promessa que, provavelmente, não se cumprirá caso seu impeachment ocorra. Infelizmente, Donald Trump vive de falácia e arruaça, mostrando-se um homem que passou quatro anos em guerra contra ele mesmo e em seu último ato, incentivou a invasão ao Capitólio, deixando o mundo atônito com o que foi visto. Pessoas da extrema direta, agiram de forma irracional, tentando sabe-se lá o quê, reivindicando o que Trump desejava, um golpe! Seu desejo era que seu vice colocasse, com um golpe de malhete, uma nação aos seus pés.

Mike Pence teve o bom senso e a lucides para não entrar no jogo de Trump que não teve coragem de seguir à frente de seus aliados e auxiliá-los na invasão ao Capitólio. Resultado dessa confusão: Trump será julgado pelo senado americano e poderá ser comtemplado com um impeachment. Acredita-se que dessa forma ele não terá mais direitos políticos e não terá como retornar para a vida pública, como esbraveja.

Biden inicia o mandato com muita sensatez. É certo que ele tem pela frente uma América desorganizada, necessitando ser reconstruída. Uma reconstrução de valores e a unificação de uma nação polarizada pelo ódio. Biden lança seu olhar para o futuro que precisa ser revisto. Muitas revisões desfeitas durante o governo Trump, como a volta dos Estados Unidos para o Acordo de Paris; começa a gerar empregos para produzir energia limpa, iniciando com a frota de carros da Casa Branca, gerando empregos e mostrando ao mundo que é possível tratar do nosso clima, do aquecimento global, entre outros. Tema este que pertence a todas as nações e que configura uma necessidade mundial para que o planeta continue respirando, precisamos de energia limpa.

Serão quatro anos de uma longa estrada, com grandes desafios e a primeira questão a ser sanada é a pandemia em seu solo. As medidas adotadas, assim que assumiu a Casa Branca, já começam a apresentar resultado, valorizando a vacinação que também é outro fator importante. É verdade que os integracionistas já criaram suas fake news, mas sem sucesso numa nação que não aguenta mais ódio e polarização e assim Biden segue, reconstruindo seu país.

Aqui no Brasil falta um pouco mais de um ano para termos novas eleições, e tomara que tenhamos um pleito honesto, onde dessa vez, sem vingança ou raiva, possamos eleger um político que realmente tenha a condição de ser um espelho para nossa nação, sem repetir os erros dos governos anteriores e deste. Hoje, temos um presidente que procura arruaça e promove ódio por onde passa. Por isso, em 2022 precisamos olhar para todos os lados antes de escolher um político. Precisamos nos lembrar do que ocorreu durante a pandemia, com atitudes de um governo que negou e desmereceu a ciência, levando nosso país a uma baixa de mais de 200 mil mortos, tudo por não concordar com a ciência, e ter em seu pensamento que a vacina não é importante para o cidadão. Enfim, que os ventos de Joe Biden cheguem até o Brasil !

Sobre Josué Júnior (468 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Designer, é proprietário do site de conteúdo Linkezine , @linkezine . Dentro do site abaixo é possivel ver um pouco da atuação da Arte Foto Designer no mercado : https://www.omnistore.net.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: