Brasil com o teto furado

O presidente já não consegue governar sozinho, cabendo ao Centrão boa parte do governo….

FOTO: EDU ANDRADE/Ascom/ME

                                              

Paulo Guedes sempre é assunto para todo os dias. O brasileiro vive um dia após o outro com tantas incertezas. Economistas fazem várias previsões para o cenário econômico brasileiro, mas o que se sabe ao certo é que o povo está sofrendo com os aumentos do gás de cozinha, gasolina, dólar, cesta básica, energia elétrica e tantos outros itens que seus valores dispararam do dia para noite. É verdade que a economia, pós pandemia, impactou o mundo inteiro e até países como a China foi afetada. O conglomerado chinês da construção civil Evergrande, correu o risco de decretar calote o que quase provocou um efeito cascata na segunda economia do planeta. O governo chinês interveio, deixando assim o mercado mais tranquilo. Já os Estados Unidos vivenciam um problema interno grave. Janet Yellen, secretária desta pasta no Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, informou que o Congresso precisa elevar o teto da dívida orçamentária para o país continuar evoluindo. Com esses exemplos percebe-se que as duas economias estão vivenciando momentos de turbulência. A própria Europa vive seus problemas interno de economia: Itália, França, Alemanha entre outros países da zona do Euro, passam por dificuldades. Na América do Sul, a Argentina vive sua crise, assim como, Chile, Peru e Bolívia que também vivenciam momentos difíceis e não poderia ser diferente no Brasil. Para muitos economistas, o mercado está reagindo de forma igualitária, em todos os setores. O problema é que o Brasil não fez sua parte que seria proteger suas reservas, para os momentos mais frágeis.  Algumas questões precisam ser apresentadas e uma delas é a crise hídrica, que impacta de forma impiedosa, o valor da conta de luz. Em uma live Bolsonaro explica o tamanho do problema.

O problema exposto foi potencializado em 2019, quando Bolsonaro extinguiu o horário de Verão, com o objetivo de agradar parte do seu eleitorado. Medida populista que deixou de economizar energia para o país. Aliás, o Brasil preferiu torcer para chover, que investir em novas tecnologias para armazenamento de energia. Esse é um dos itens que Bolsonaro pode e deve ser cobrado. Outro ponto importante é o censo Brasileiro, uma ferramenta de suma importância, que apontava, por exemplo, o número de brasileiros em situação de fome.

A verdade é que estamos vivendo na linha da miséria há algum tempo, sem que o governo tome atitude. Estamos caminhando para o final do ano de 2021. O ano de 2022 traz consigo, as eleições presidenciais. Bolsonaro vive seu declínio eleitoral, a cada pesquisa sua rejeição aumenta. O presidente já não consegue governar sozinho, cabendo ao Centrão boa parte do governo. Paulo Guedes já não é unanimidade no mercado e para exemplificar a delicadeza do momento, quatro secretários do Ministério da Economia se demitiram, sendo eles: Bruno Funchal (Tesouro e Orçamento), Jeferson Bittencourt (Tesouro Nacional), Gildenora Dantas (secretária especial adjunta de Tesouro e Orçamento), Rafael Araujo (secretário-adjunto do Tesouro Nacional). Foram alegados motivos pessoais para tais demissões, deixando uma nevoa de questionamentos, na cabeça de todos. Boatos correram com relação a queda de Paulo Guedes e o presidente foi ao Ministério acompanhar a entrevista coletiva de Guedes. Dentro da entrevista é preciso pinçar essa fala:

 Vídeo

Paulo Guedes avisa que vai fura o teto de gastos do governo para privilegiar os mais necessitados. Vem aí o Auxílio Brasil, um programa do governo que pretende ajudar com 400,00 reais, os brasileiros que passam fome. E assim Bolsonaro acredita que será eleito presidente.

                               Vai achado Bolsonaro !!!     

Sobre Josué Júnior (563 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

2 comentários em  Brasil com o teto furado

  1. Hello

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: