Novo Plano Diretor da Cidade do Rio de Janeiro

Alguns projetos são apostas da prefeitura como Reviver Centro. Nessa região, os esforços serão concentrados, com o objetivo de se obter uma cidade em 15 minutos…

           

O primeiro plano diretor do Rio de Janeiro teve início em 1992, mesmo ano da Eco 92. Naquela época, o mundo já começava a se preocupar com questões como o meio ambiente e algumas resoluções feita pela ONU, para evitar a emissão de gás carbônico. Muitas cidades tiveram que se adequar a algumas questões e uma delas é a sustentabilidade, com a criação de áreas verdes nos grandes centros urbanos.

Além dessas questões, o plano diretor precisou se adequar às novas necessidades do homem moderno, como a inclusão digital e a mobilidade. Aqui na cidade do Rio de Janeiro, a última vez que houve uma revisão do plano diretor foi em 2011. Isso comprova que há mais de uma década, a Prefeitura revisara suas áreas, assim como a forma de viver e explorar o meio.

Hoje, a cidade está muito diferente de dez anos atrás, principalmente depois da gestão catastrófica de Marcelo Crivella, deixando a cidade repleta de problemas, decorrentes de sua má gestão.

Seguindo em frente, o novo Plano diretor tem várias questões e desafios que precisam ser concluídos. O que mais se ouviu em audiências públicas, realizadas pelo secretário Municipal Washington Farjado, é que o Prefeito almeja uma cidade em 15 minutos, ou seja, uma cidade compacta, onde o cidadão carioca possa encontrar tudo que precisa, sem muitos deslocamentos. Para isso que a C40, uma rede de prefeitos representantes de quase 100 cidades líderes mundiais, está realizando apresentações com a função de cooperar para que o projeto da “cidade em 15 minutos” possa sair do papel.

Outro compromisso apresentado pelo C40 diz respeito à questão da redução de emissão de gás carbônico.

O C40, em audiência pública, alertou sobre o compromisso que a cidade do Rio de Janeiro tem de reduzir em 20% sua emissão de gás carbônico até o ano de 2030 e alcançar a neutralidade de emissões até 2050.

Foram vários encontros e debates sobre o novo Plano Diretor. Tarciso Motta do PSOL, em uma dessas reuniões, fez a seguinte ressalva: “O Plano diretor é um dos documentos mais importantes para gestão democrática da cidade” e ele tem toda a razão. A cidade terá mais uma vez, a oportunidade de ser redesenhada, tendo a chance de ser um espaço proveitoso para que toda a população se sinta feliz. 

Alguns projetos são apostas da prefeitura como Reviver Centro. Nessa região, os esforços serão concentrados, com o objetivo de se obter uma cidade em 15 minutos. O Centro do Rio sempre foi um grande desafio, principalmente depois da pandemia, com o aumento de moradores de rua e de empresas e moradias esvaziadas.

Muito se fala também na avenida Brasil, que há anos vive esquecida, com várias empresas fechadas por conta da violência. O desafio é imenso até a conquista de uma cidade melhor. Muitos especialistas apostam em um PPA (Plano Público Anual) para avaliar o desempenho e as implementações das ações escolhidas pela Prefeitura.

Existem também outros pontos a serem elucidados, como o IPTU Progressivo, as restrições à ocupações na Zona Oeste e a chamada Outorga Onerosa do Direito de Construir (estabelecendo que, para chegar ao máximo permitido de construção, o empreendedor precisará pagar contrapartida à Prefeitura, o que tem gerado alguns protestos do setor da construção civil). Essas discussões serão encaminhadas à câmara de Vereadores, onde já existe uma comissão com nove membros com três suplentes, para o inicio dos trabalhos foi, constituído: Rafael Aloísio Freitas (vereador) como primeiro secretário e presidente da comissão especial da Câmara Municipal, indicado para a elaboração do Plano Diretor da cidade. Esse ano, o Rio de Janeiro terá uma nova configuração e haverá muitos debates até a definição de novos caminhos. Agora é só esperar e o povo, mais uma vez, estará nas mãos dos vereadores que discutirão e votarão no melhor para nossa cidade.  

Linkezine ficará de olho, até a conclusão dessa definição.         

Sobre Josué Júnior (637 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: