Privatização da Refinaria Reman – Amazonas

A audiência citada ocorreu sem a presença dos representantes do grupo Atem….

Para quem vive no sul e sudeste é fácil abstrair as dimensões continentais que o Brasil possuí e, em consequência disso, certos assuntos que acontecem em outras regiões, não chegam ao nosso conhecimento. Esse é o caso da refinaria Reman do Amazonas, pertencente a Petrobras. A refinaria foi privatizada pela empresa Atem em 2021, arrematada pelo valor de R$ 994 milhões. Especialistas afirmam que o valor foi abaixo do mercado e que o justo seria R$ 1,463 bilhão, valor calculado pelo Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep). O problema é que o processo de venda da refinaria não está concluído e uma briga judicial segue em andamento.

O Sindicato dos Petroleiros do Amazonas (Sindipetro-AM), junto a FUP (Federação Única dos Petroleiros), foram ao Senado Federal para solicitar uma audiência pública e trazer o caso ao conhecimento de todos. O Senador Plinio Valério concedeu a audiência.

TV Senado:

Dentro da audiência, o Senador Plínio Valério fez a seguinte reflexão:

Senador Plínio Valério (PSDB)

“O problema todo é essa insegurança para os trabalhadores, o desemprego, a recontratação com salários menores, o monopólio. Isso nos causa preocupação. O nosso objetivo com a audiência pública é trazer informações. Em particular eu sou contra, tenho muito medo de monopólio. Vamos elaborar um relatório e enviar para os senadores e demais autoridades. Demos voz para quem precisa, no caso os petroleiros.”

O Senador, por duas vezes, cita a palavra “Monopólio”. Além do Senador, os petroleiros também alertam que o monopólio é danoso, palavras de Deyvid Bacelar, coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP):

“Precisamos parar esse processo de privatização da Reman, do Amazonas. Não podemos permitir que se consolide, no Norte do país, um outro monopólio regional privado, como o que ocorreu no Nordeste, com a venda da Rlam, na Bahia, e que fez com que o estado baiano tenha hoje, a gasolina mais cara do Brasil, entre R$ 8,20 e R$ 8,90, em postos da região”.

Essa declaração foi exposta em audiência na qual o Senador Plinio Valério participara. Outros senadores também fizeram o uso do mesmo discurso, foram os casos dos Senadores Omar Aziz e Jean Paul Prates. Todos concordam com a situação dos petroleiros e ressaltam que a refinaria Reman deveria ter sua situação revertida.

A audiência citada ocorreu sem a presença dos representantes do grupo Atem. Os mesmos foram notificados, mas não deram a importância devida. O debate é muito relevante e precisa do apoio de todos. O que está em jogo é o valor de venda, questionada pelos petroleiros, alegando um valor de venda muito abaixo do valor real. Para os analistas a questão é que não haverá aumento da concorrência, mas sim, um monopólio privado e, com isso, o preço dos derivados lá produzidos tendem a subir.

Essa situação é muito delicada, esperamos que tudo possa ser resolvido com um desfecho favorável aos petroleiros que poderão sofrer e muito com a privatização.  

Sobre Josué Júnior (642 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

2 comentários em Privatização da Refinaria Reman – Amazonas

  1. beatricegroves1 // 29/03/2022 às 1:39 pm // Responder

    Hi, Good Afternoon. My full name is Beatrice Groves . You may call me Beatrice. Nice to meet you.

    • Josué Júnior // 29/03/2022 às 2:57 pm // Responder

      Thank you Beatrice, I’m Josué Junior, Brazilian journalist doing my job to present Brazil in this difficult time. Today we have a president of the extreme right, mistreating journalists and making Brazil ashamed in some situations. Thanks for following Linkezine.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: