PSDB às turras!  

                                     

Com a saída de João Dória da corrida presidencial, restou um nome para ser levado como cabeça de chapa para a disputa ao pleito; estamos falando do nome da Senadora Simone Tebet. Tudo indicava que teríamos um desfecho favorável antes de junho com o anúncio de Simone Tebet e com a candidata da coligação dos três partidos (MDB, Cidadania e PSDB). Mas, ledo engano, mais uma vez as disputas internas do PSDB vem dando trabalho, tanto trabalho que um nome já adormecido voltou a rodear esse novo cenário, o nome de Eduardo Leite ex-governador do Rio Grande do Sul, que já ficou com um pé fora do partido, mas foi contido por cartas e apoios de tucanos de peso. No final preferiu jurar amor ao PSDB e continuar sua caminhada dentro do partido, depois desse episódio ficou adormecido no Rio Grande do Sul até a data de ontem ao meio dia, horário em que Dória fazia sua despedida do pleito. Dória em sua fala disparou: “Saio com o coração ferido e alma leve.” fala de Dória.  Política é feita com traições, quem entra para a política sabe como é o jogo, no caso de Dória ele foi traído por metade de um partido. Até agora está difícil entender por que houve as prévias tucanas para escolher o candidato cabeça de chapa em uma futura corrida presidencial. Esse dinheiro saiu do fundo partidário, houve gasto, um gasto que pelo visto foi um ato irresponsável, então fica a pergunta: Por que fizeram as prévias, já que Dória não era o escolhido pelo partido?

Muito se fala na disputa interna que vem acontecendo no PSDB, disputa essa que pode respingar em um acordo já selado entre o Cidadania e o MDB, para evitar respingos, o presidente nacional do PSDB Bruno Araújo fez essa postagem em seu Twitter:

Mesmo assim os ânimos dos tucanos estão em polvorosa, e nos bastidores do PSDB pregam Eduardo Leite candidato à presidência sem coligação, palanque único, mas outros acreditam em um nome de peso que poderá abrandar a disputa interna, que se chama Tasso Jereissati. Essas disputas já geram algumas manifestações, e o Senador Plinio Valeiro (PSDB-AM) fez essa consideração:

 “Espero que com essa decisão de Dória, o PSDB possa enfim, voltar aos trilhos. Foi muito tempo de ferida exposta, expondo o partido como um todo, e não apenas seus dirigentes. Com a saída do Doria, eu espero pelo menos que a ferida exposta pelo PSDB, discutindo externamente, tenha acabado. Acho que tem que parar essa sangria.

E eu não vejo como agora apresentar a candidatura própria, isso já foi descartado. Então, a história do Eduardo Leite também já não procede mais. Agora me parece que o PSDB vai ter que apoiar a Simone, isso é um problema, muito problema regional.” – avaliou Plínio Valério.

 A consideração do Senador Plinio Valério expõe as rachaduras que o PSDB vem vivendo. Enquanto um grupo pede candidatura própria, outro grupo já pensa em Simone Tebet como a melhor opção para o pleito presidencial. Tomara que o PSDB possa exercer a democracia e que a história do partido fale mais alto, fale o nome do Senador Tasso Jereissati, o nome certo para formar a chapa com Tebet colocando uma pá de cal nessa briga tucana.

Esperando o final feliz dessa novela mexicana no início de Junho!     

Sobre Josué Júnior (661 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: