Lula vem ascendendo sem perde espaço para os outros adversários. Já Bolsonaro se mantem num patamar estagnado

Lula 47% x Bolsonaro 29%

A pesquisa Data Folha, como base na corrida eleitoral para presidente, me leva a reflexão de que já estamos no segundo turno, antes mesmo de chegar em outubro. Lula vem ascendendo sem perde espaço para os outros adversários. Já Bolsonaro se mantem num patamar estagnado, mesmo realizando propostas eleitoreiras que mais aparentam um reflexo de seu desespero. Bolsonaro, simplesmente, apresentou uma proposta kamikaze para reduzir o preço da gasolina. É preciso reforçar que a gasolina, que hoje está em um patamar mais baixo, voltará ao valor original na virada do relógio de 2022 para 20223, ou seja, teremos novamente um valor superior a R$ 6,00 reais, nas bombas. Enquanto isso, Lula poderá ver sua campanha ganhar mais aliados de última hora. Esses são os casos de André Janones (partido Avante) e Luciano Bivar (partido União Brasil). Caso haja acordo entre ambos, Lula se aproximará da vitória já no primeiro turno das eleições presidenciais, por essa razão vejo que estamos vivendo um segundo turno antecipado, que acontece antes mesmo dos debates entre os candidatos.    

Em meio a um ano conturbado como este, um ano onde a volta a uma normalidade foi marcada pela polarização e pelas desavenças políticas que chegaram ao extremo e terminaram em mortes, vejo uma eleição carregada de apreensão. Temos em andamento alguns manifestos da sociedade civil a favor da democracia, consequência dos discursos realizados pelo presidente, afirmando não reconhecer o sistema eleitoral brasileiro como seguro e sugerindo o retorno do voto impresso.           

No lançamento de sua candidatura, no Maracãnazinho, Bolsonaro voltou a verbalizar que “7 de Setembro” representará o último recado direcionado ao STF. Essa fala, em tom ameaçador, se torna muito forte, gerando uma comoção negativa. O teor do discurso era, mais uma vez, questionar o sistema eleitoral brasileiro. O mais estranho disso tudo é que ele não recua em suas atitudes, muito menos abandona a tese de que o voto impresso é a melhor opção para evitar fraudes, mesmo sendo alertado sobre o erro em propagar falsas informações.

A sociedade civil está preparando um novo manifesto, dessa vez é um documento que já foi assinado por diversos membros da sociedade, incluindo docentes da USP e de outras instituições, ex-ministros do STF, artistas, jornalistas, empresários e personalidades religiosas, totalizando cerca de 3 mil assinaturas até o momento. A carta será lida no dia 11 de agosto, no Pátio das Arcadas, espaço da Faculdade no Largo de São Francisco, em um evento que pretende reunir entidades e outros participantes, visando à defesa do Estados Democrático de Direito do país. O título da carta é: “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito!”  

Segue o link da carta na qual também assino:

https://www.estadodedireitosempre.com/

Vivendo um dia a pós o outro, em um Brasil incerto e zelando pelo bem da democracia, espero que tenhamos uma eleição coerente e que o brasileiro possa seguir em paz, em seu solo.  

Sobre Josué Júnior (686 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

Lula vem ascendendo sem perde espaço para os outros adversários. Já Bolsonaro se mantem num patamar estagnado
%d blogueiros gostam disto: