Coringa

 

 

O ator Joaquim Phoenix, conseguiu o que poderia ser considerado, ao meu ver, o impossível, transformando um personagem de desenho animado em um homem sombrio e muito perigoso. Nos trailers promocionais que circulava na internet para divulgar o filme, não continha a força dele; era apenas um cheiro de muito longe do que veríamos nas telas. A crítica comentou sobre a violência que o filme mostra, mas a existência dela é pertinente para explicar a construção do vilão que irá surgir.

O filme leva o ator ao limite da sua entrega e dedicação. Já o diretor Todd Phillips consegue extrair tudo ao máximo, mesmo com uma trilha sonora contestada e polêmica, por ter incluído uma música do artista pedófilo Gary Glitter, a música é Rock and Roll part 2. O motivo é simples, quem assistir ao filme também ajudará ao pedófilo com os royalties da música. A fotografia é de saltar aos olhos, seguida de uma direção de arte primorosa. O filme Coringa deve ficar qualificado para concorrer ao Oscar em algumas categorias, incluindo melhor ator e melhor diretor. Vai ficar a dúvida de melhor filme. Acredito que essa categoria talvez não deverá  ter indicação,afinal Martin Escorsese, um ícone do cinema, acha que histórias em quadrinhos não são filmes. Essa é a opinião dele! Quem sabe ela não mude de ideia vendo Coringa?

Quem for ao cinema para assistir ao filme, é melhor ir preparado com uma dose de imparcialidade, pois o personagem Coringa é o maior opositor do Batman, e por essa razão, o filme teria que ser grandioso com todas as sombras e escuridão que ele tem. Ao ver o filme, confesso que fui surpreendido pela atmosfera de violência, nada grave! Mas garanto que a recuperação é rápida. O filme deixa algumas questões políticas no ar, sendo que uma delas é a luta de classes que fica estampada e muito evidente. Para muitos no filme o Coringa se torna um libertador de Gotham City, algo como um anti-herói. E não é à toa que ele é o opositor do Batman, que aparece na trama.

 

Sem mais dicas, e sem correr o risco de gerar spoilers, corra para o cinema para ver Coringa! Tenho certeza que todos sairão do cinema pensando em alguma cena do filme, e esta permanecerá na sua mente por algum tempo.

 

Sobre Josué Júnior (542 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional : MTB : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: