Operação Formosa e votação do voto impresso.

Neste trecho da resenha é possível concluir que o conteúdo do livro se assemelha ao que está acontecendo no Brasil de hoje….

Instagram: @linkezine

O poeta Cazuza, que Deus o tenha, no final dos anos 80, cantava: “Brasil!/ mostra a tua cara/ quero ver quem paga/ para a gente ficar assim/ Brasil!/ qual é o teu negócio?/ o nome do teu sócio?/ confia em mim”. Pois bem! O povo brasileiro não tem sócio. O povo brasileiro não quer ver tanques nas ruas e muito menos ver o dinheiro público desperdiçado, em atos sem sentido. Infelizmente, tivemos um dejavú dispensável, voltamos há 1984, último ano em que foram vistos tanques nas ruas, fora as datas comemorativas, como 7 de setembro. Bolsonaro, sempre ele, o eterno candidato, aquele que só discursa para os seus, em um planeta habitado por bolsominios, só pode! Bolsonaro conseguiu a proeza de despontar em todos os jornais do planeta, de forma negativa. Dez minutos de desfile, com cinquenta carros blindados, alguns queimando diesel, poluindo e esfumaçando a explanada, tornando ainda mais vergonhosa uma simples entrega de convite para a operação militar, chamada Formosa. Esse convite é entregue ao presidente todos os anos, de forma discreta, diretamente no gabinete presidencial.

 O convite foi entregue às custas do dinheiro público e ainda serviu para negativar mais sua imagem perante a mídia internacional.

Instagram : @linkezine

Como se não bastasse essa medonha manhã, afirmo, o dia piorou.

Brasília ficou polvorosa com a movimentação militar ilógica. Nesse mesmo dia, presenciamos uma votação na câmara de deputado federal que poderia mudar a formatação das eleições brasileiras, para os próximos anos. Uma votação branda, diferente do ambiente criado por Bolsonaro, ultrapassando todos os limites de uma boa convivência. Durante a votação houve muitas abstenções por partes dos governistas, talvez a mais evidente tenha sido a do deputado federal, Aécio Neves. Para muitos eleitores de Aécio essa vinculação a Bolsonaro é sua perdição. Muitos tucanos querem sua expulsão há muito tempo, desde da época do caso da JBL. Tancredo Neves, seu avô, se estivesse vivo ficaria com esse dessabor no coração ao ver o neto, que foi preparado para ser um político exemplar, se tornar essa figura inexpressiva, desatualizada que vive dos créditos de seu avô. Tenho certeza que seria uma grande decepção.

No final do longo dia, a vitória da democracia com a confirmação de que nem tudo está perdido, que existem brasileiros bem intencionados, torcendo por um Brasil favorável a todos.

Instagram: @linkezine

Lembra do sócio citado no início deste artigo? Pois é! Uma analogia a estratégia em que Bolsonaro vem adotando a cada dia, se assemelhando ao que Donald Trump utilizou para causar a baderna no Capitólio. Ciro Gomes em entrevista ao programa “Conversa Fiada”, do jornalista Pedro Bial, comentou que o marqueteiro Steve Bannon, o mesmo de Donald Trump, auxiliou Bolsonaro em sua campanha presidencial, em 2018.

No livro “Os engenheiros do caos”, do escritor e consultor político Giuliano da Empoli, são apresentadas algumas teorias em que Steve Bannon apresenta sua estratégia para vencer as eleições na terra do Sam e aqui.  Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes, profissional de Ciência Política do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, descreveu em seu artigo uma breve resenha do livro.

“Aparentemente, a lógica desses “engenheiros” (e de suas criaturas políticas) é aquela dos algoritmos que animam as redes sociais. Eles não buscam aplainar diferenças e produzir consensos, acordos. Eles buscam a polarização. Eles exploram a cólera de cada um, sem se preocupar com a coerência do todo. Assim, denunciar que eles “não dizem coisa com coisa”, que se contradizem, é algo que não os atinge.”

Neste trecho da resenha é possível concluir que o conteúdo do livro se assemelha ao que está acontecendo no Brasil de hoje.

Espero que o Brasil de amanhã não tenha sócio, nem falsos profetas.    

Sobre Josué Júnior (528 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Designer, é proprietário do site de conteúdo Linkezine , @linkezine . Dentro do site abaixo é possivel ver um pouco da atuação da Arte Foto Designer no mercado : https://www.omnistore.net.br/

1 comentário em Operação Formosa e votação do voto impresso.

  1. The Federal Bureau of Investigation here in the U.S. concluded that President Trump had nothing to do with the January 6th “seige” on the Capitol building. I watched the whole thing on TV, and he clearly did not incite violence or encourage it. In fact, he did just the opposite. The January 6th Committee is a politically-motivated sham put on by the Democratic Party.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: