Dopamine dressing 

Vale o bom senso na hora de usar o brilho (horário, local e equilíbrio ao look)!

A necessidade de sentimentos positivos se refletiu nitidamente na moda e, durante as últimas coleções notamos a presença de cores, muitas cores e brilho na passarela. O que nos levou a um termo: “dopamine dressing”.

A dopamina é um neurotransmissor, responsável por provocar sensações de prazer e felicidade, e a tendência do dopamine dressing sugere que nos vestir com cores vibrantes é uma forma de estimular nosso cérebro e aumentar nossa felicidade, alegria, calma, relaxamento e tudo o que você estiver precisando e que as cores podem despertar.

Esse estudo de relação das cores não é novo…e não é feito somente na moda. Pelo contrário, já é usado na decoração, na cromoterapia entre outras técnicas.

Mas é válido pensarmos em utilizarmos na moda, em nosso dia a dia, na tentativa de desenvolver as sensações que buscamos.

No livro Psicodinâmica das Cores em Comunicação, que traz uma perspectiva sobre a influência das cores no cérebro humano, nos proporcionando diferentes sensações e emoções, os autores citam que: “A cor é uma linguagem individual. “O homem reage a ela subordinado às suas condições físicas e às suas influências culturais”.”

Cores quentes x cores frias:

O círculo cromático é dividido em cores quentes e cores frias.

As cores quentes transmitem uma sensação de vitalidade, alegria, movimento…

Já as cores frias, são associadas a calma, conforto, frio, tranquilidade….

Cores na cultural e na cromoterapia:

Vermelho está associado ao amor, sensualidade, paixão, desejo, excitação, energia. Porém, também se associa ao perigo, fúria, ira, guerra.  É a cor do elemento fogo, do coração e do sangue. O vermelho é uma cor bem forte e deve ser cuidada com muito cuidado para não causar algum efeito indesejado. Normalmente é usado no tratamento de problemas cardiovasculares e depressão. 

Já o laranja, está diretamente relacionado à alegria, energia, força, humor, equilíbrio, entusiasmo, exuberância, criatividade, atividades e sociabilidade. Essa cor tem grande poder regenerador. É uma cor que transmite alegria, por isso, é muito usada no tratamento de depressão e desânimo. 

O amarelo  remete a calor, sol, sabedoria, alegria, otimismo e felicidade. É a cor do sol e do elemento ouro. O amarelo é uma cor que ajuda na parte criativa. Além de ser uma cor que ajuda a aumentar o apetite. 

O verde, que tem como principal referência à natureza. A cor também se associa à esperança, liberdade, saúde, dinheiro, juventude, crescimento, cura, calma, perseverança, autoconsciência e ainda a masculinidade. Assim como o azul, o verde ajuda a promover uma sensação de calma.

A cor azul é a cor do horizonte. Esta cor está associada ao conservadorismo, tecnologia, fé, lealdade, tranquilidade, calma, confiança, verdade e outros atributos. É ainda a cor do céu e do elemento água. Na cromoterapia, o azul é usado para promover o relaxamento e até mesmo analgésico no caso de algumas dores. É uma cor que ajuda na redução da ansiedade, do stress e nos distúrbios do sono. 

O roxo já é uma cor mais associada à realeza, espiritualidade, magia, mistério, tristeza, introspecção e esoterismo. Considerada uma cor mística, ela auxilia na remoção de más vibrações e ajuda a equilibrar as emoções. 

O rosa está associado à sutileza, delicadeza, beleza, romantismo e ingenuidade.

O marrom, representa o elemento terra, está associado ao rústico, à terra, estabilidade e é uma cor tendência nas roupas em 2022.

Já o preto, é a ausência de luz. Por ser a cor da noite, está associado à formalidade, ao luto, medo, mas também à modernidade, elegância, formalidade, sofisticação etc. 

O cinza é uma cor neutra que se associa ao respeito, humildade, reverência, passado, apatia, desânimo e velhice. É a cor que simboliza o elemento prata.

Finalizando, o branco é claridade, luz. Cor se associa à paz, limpeza, claridade, honestidade, luz, harmonia e pureza. 

Ainda para complementar e mostrar a importância das cores em nosso cérebro, veja essa ilustração, fundamentada na coluna chamada Neurociência na Prática, (Pequenas Empresas & Grandes Negócios e assinada por Heloíza Camargo e Sérgio Tauhata).

Então, agora é só escolher o look, acessório e vale esmalte também…e dar aquele toque da cor desejada para levantar seu astral ou aquele sentimento que precisa ser ativado!

Ah…e as peças com brilhos e paetês também fazem essa função de trazer alegria. Mas, vale dizer que precisamos tomar cuidado para incorporar o brilho em ocasiões adequadas, Ok?

Vale o bom senso na hora de usar o brilho (horário, local e equilíbrio ao look)!

Beijos cheios de cor, brilho e alegria,

Vivi

Sobre Vivi Drummond (80 artigos)
Sou Vivi Drummond! Carioca, formada na PUC, especializada pelo SENAC, trabalhei com cosméticos de luxo e atualmente como consultora de imagem. Sou apaixonada por roupas, moda, decoração e musculação. Nesta coluna falaremos sobre roupas, moda, tendências, looks e dicas de um jeito colaborativo, inclusivo e democrático. Afinal, a forma de nos vestir reflete como estamos nos sentindo e como queremos que o mundo nos veja. Então, nos acompanhe e vamos usar a roupa e a moda para sermos felizes! Meu Instagram: @vividrummond_moda

1 comentário em Dopamine dressing 

  1. WHAT COLORFUL BLOGGING!!!!! 😀

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: