A alforria das Máscaras

Ainda é necessário manter os cuidados como o uso de máscaras em caso de aglomeração; manter suas mãos higienizadas; estar com o seu passaporte vacinal em dia e ficar atento,….

Em 07 de março de 2022, o município da cidade do Rio de Janeiro decide, por meio do seu comitê científico para a pandemia da Covid 19, flexibilizar o uso das máscaras em toda a cidade. Essa decisão vem seguida de um momento onde o Rio de Janeiro apresenta um índice elevado de cidadãos vacinados, somados a uma significativa queda no quadro de internações e óbitos. Vejamos o gráfico da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Em um evento realizado no dia 11/03/22, o Secretário da Saúde Municipal, Daniel Soranz, fez a seguinte declaração:

“A pandemia, agora, já virou uma endemia. Ela se mantém ao longo de um tempo muito grande. Se não aparecer nenhuma nova variante, como aconteceu com a variante Ômicron, a gente vai ter um cenário de muito mais normalidade nos próximos dias…”

Fica a questão: Muitos especialistas, inclusive membros do comitê científico municipal, demonstraram insegurança em relação a flexibilização no uso das máscaras. Para eles, a pandemia ainda não acabou! A OMS também alerta para o fato de existir uma pandemia em andamento e que novas variantes podem surgir.

Na China, uma nova variante foi detectada e nomeada Deltacron, com um número de infectados recorde e óbitos decorrentes dessa variante.  Aqui no Brasil, a Deltacron foi confirmada nas cidades do Pará e no Amapá. É um momento de cautela e observação.

Saindo do município para o Estado do Rio de Janeiro, o Secretário Alexandre Chieppe também fez uso de um discurso no qual comunga, com o seu colega Daniel Soranz:

“Fica facultativo a cada município liberar ou não, e também aquele indivíduo que eventualmente quiser continuar utilizando a máscara, obviamente, pode continuar”, afirma Alexandre Chieppe, Secretário Estadual de Saúde.

No Brasil, sete estados decretaram a flexibilização no uso das máscaras, todos com alto índice de vacinados. A grande maioria dos cidadãos brasileiros receberam a vacina com, no mínimo, duas doses de reforço. O brasileiro sempre aderiu às campanhas de vacinação e dessa vez não foi diferente, mesmo com toda corrente negacionista, somada a um presidente que declara não ter sido vacinado, dando um exemplo desfavorável à toda nação.

Ainda é necessário manter os cuidados como o uso de máscaras em caso de aglomeração; manter suas mãos higienizadas; estar com o seu passaporte vacinal em dia e ficar atento, procurando assistência médica sempre em caso de sintomas. Ainda não vencemos o vírus, mas já podemos comemorar os avanços da ciência.        

Sobre Josué Júnior (637 artigos)
Josué Júnior, carioca, pós- graduado pela faculdade Cândido Mendes. Atua no mercado com sua empresa Arte Foto Design é proprietário do site de conteúdo Linkezine. Registro Profissional: MTb : 0041561/RJ

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: