O PODER DO TREINAMENTO FUNCIONAL

Foto : Divulgação

O treinamento funcional é uma modalidade com característica de aperfeiçoar movimentos realizados nas tarefas cotidianas com intuito de tornar o corpo humano inteligente. Seu método pode ser incluído em programas voltados para melhoria do condicionamento físico, qualidade de vida, aumento da sensação de bem-estar e redução dos riscos de lesões.

As primeiras aplicações funcionais foram através dos Profissionais de Fisioterapia. Com intuito de reabilitação, os pacientes reproduziam os gestos motores realizados durante suas atividades rotineiras, permitindo um retorno sem dor. Com o sucesso a metodologia ganha espaço na Educação Física sendo aplicada também no desenvolvimento atlético dos praticantes de atividade física.

 

Um programa de treinamento funcional é fundamentado em estratégias organizadas para estimular todo corpo humano, harmonizando a integração entre o sistema nervoso e o sistema musculoesquelético. Desta forma o praticante tem capacidade de perceber sua posição e postura, favorecendo um melhor desempenho corporal durante seu treinamento.

Em uma sessão de treino são desenvolvidas habilidades como, equilíbrio, coordenação, força, agilidade e potência, além do alimento postural solicitado através de exercícios, que promovem um trabalho de estabilidade nas estruturas musculares responsáveis pelo centro de força corporal. Um exemplo são as pranchas que estimulam toda musculatura do core (toda musculatura do tronco) durante sua execução.

 

treinamento-funcional-fernandaguibes

Foto : Divulgação

Atualmente, o Treinamento Funcional é considerado também um estilo de aula que foi aderido pelas academias, proporcionando uma nova opção aos praticantes. Durante uma aula coletiva, em academia, pode-se enfatizar uma ou mais aptidões físicas, dependendo do objetivo do treinador, assim como a forma de execução, que pode ser em circuitos com 10 estações de 30 segundos a 2 minutos de duração.

Assim como a variação da aplicação, o treinamento funcional pode ser realizado por meio de equipamentos, como faixas elásticas, miniband, plataformas de instabilidades, bosu, fita de suspensão, bolas, halteres, medicineball, cones, escada de agilidade, slide, bastões, etc.,  ou através de  exercícios com o uso do peso corporal como, agachamento e flexão de braços e corridas.

 

Para o praticante é desafiador participar de uma sessão de treinamento funcional, pela possibilidade de realizar exercícios com maior sensação de liberdade, diferente do treinamento tradicional.  Entretanto, é importante ressaltar que para um exercício ser funcional precisa atingir suas necessidades, ou seja, aumentar a performance e segurança durante a  realização de suas atividades diárias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre Andreia Trojan (6 artigos)
Profissional de Educação Física Graduada pela Univercidade da Cidade. Pós- Graduada em Fisiologia do Exercício pela Faculdades Integradas Maria Thereza Pós- Graduada em Acupuntura pela Frasce https://www.facebook.com/andreiatrojan.personal/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: